Brechó de luxo triplica captação de produtos e conquista novo público; fashiontech faz parceria com Privalia para levar experiência do físico a consumidores pelo Brasil

A abertura da loja física da Cansei Vendi impulsionou as vendas online do brechó de luxo, que teve um crescimento de 200% apenas no primeiro trimestre – sendo que a projeção era de 60% no semestre. A experiência omnichannel aproxima o consumidor da empresa e cativa um novo nicho – o masculino – e a fashiontech paulista expande essa proximidade com o público ao firmar parceria com o outlet Privalia e participar das unidades da Casa Privalia pelo Brasil.

“A Cansei Vendi já vinha numa crescente, mas o espaço físico, inaugurado em janeiro, teve um impacto relevante. As pessoas vão à loja buscar e experimentar os produtos e para deixar outros para venda, pesquisam pelo tablet gigante, gostam dessa proximidade com a marca e entendem que a concept store é uma extensão do online”, diz Leilane Sabatini, CEO da fashiontech. Não à toa, a experiência multicanal é apontada como o futuro do varejo, como no estudo “Impacto digital nas compras na loja”, do Google, Ipsos MediaCT e Sterling Brands.

Além das vendas, a captação de produtos second hand também teve um boom na Cansei Vendi, com crescimento de 300% nesse mesmo período. A localização estratégica, nos Jardins, em São Paulo, é um fator de determinante, já que facilita a logística da entrega. “E também a segurança em deixar um bem de alto valor agregado com uma empresa em que você confia, que cuidará dele como se fosse dela própria”, diz Leilane. No “Circule Suas Peças Aqui”, os clientes deixam itens para avaliação e controle de autenticidade – pela equipe interna e pela empresa americana Real Authentication, que é especializada em artigos de luxo. O envio pela plataforma digital e Correios continua a todo vapor.

Outra surpresa foi o aumento da coleta e das compras do público masculino, que tiveram um incremento de 20% em comparação com o ano passado. “Ampliamos a parcela desse nicho, que antes representava 10% do nosso acervo”, conta Leilane. Esses resultados positivos reforçam os planos de expansão da empresa, que pretende abrir a segunda loja em 2023, no Rio de Janeiro. “É o segundo estado de maior demanda – atrás de São Paulo. Temos um público forte lá, impulsionado pela Luana Piovani, que é nossa sócia”, diz a CEO.

Criada em 2013, a @cansei_vendi dispõe de 10 mil artigos de 120 grifes de vestuário feminino, masculino e infantil, à venda pelo site e na loja. Com 200 m2, esta foi especialmente projetada como uma galeria contemporânea onde as bolsas, sapatos e acessórios de luxo são expostos como obras de arte, de forma rotativa, e um tablet de 55” integra os canais digitais ao presencial.

Parceria com Privalia leva experiência omnichannel de Cansei Vendi a outros estados

Enquanto não abre outras lojas físicas, a Cansei Vendi proporciona a experiência omnichannel aos consumidores de outros estados através da parceria com a Privalia. Após duas edições da pop up store Casa Privalia, na capital paulista, o outlet vai levar o conceito para outras cidades pelo Brasil, com produtos do brechó de luxo – com descontos de até 85% – e a coleta de peças a serem enviadas para curadoria da fashiontech. “Quem desapegar conosco nesses eventos – com itens de uma das marcas com a qual a @cansei_vendi trabalha – vai ganhar um cupom de R$ 50 para compras na Casa Privalia”, adianta Leilane.

Atualmente, 65% das peças da fashiontech são oriundas de São Paulo, e a previsão é ampliar a presença pelo país e disseminar a moda consciente e sustentável. “Essa é uma parceria ótima para todos os lados, tanto para as empresas – que reforçam o posicionamento e a visibilidade – quanto para o consumidor, que economiza e participa da economia circular”, observa Leilane. A próxima Casa Privalia será realizada de 3 a 8 de maio na Casa Aragon, em São Paulo.  

Sobre o @cansei_vendi

Brechó on-line de artigos de luxo de segunda mão e de produtos sustentáveis, que inaugura loja omnichannel em janeiro de 2022. Com mais de 120 marcas de alta-costura, o acervo passa por curadoria interna e controle de autenticidade da empresa americana Real Authentication. Criado pela empreendedora Leilane Sabatini em 2013, o @cansei_vendi conta com a atuação das sócias Luana Piovani, Carol Leonhardt e Ana Carolina Darde. www.canseivendi.com.br.